A proposta desse post vem lá do grupo Blogueiras - Inspiração & Interação no facebook, mas todos já sabem um pouco do assunto pelo "Precisamos falar sobre: Feminismo" que eu escrevi não faz tanto tempo. A ideia é contar sobre "O porquê de eu ser feminista".

Bem, faz uns quatro anos que me assumi feminista... Mas de certa forma, eu já era feminista bem antes disso.
Eu tinha uma visão bem errada do feminismo, devido ao crescimento na sociedade patriarcal, acreditava que o feminismo era a mesma coisa que femismo (mulher acima do homem). Foi depois de muito procurar, que descobri que feminismo é sinônimo de igualdade.
Imaginem minha cara de espanto quando me olhei no espelho e disse "eu sou feminista!".
Logo após assumir minhas ideias de igualdade, percebi que eu também usava muitas expressões machistas no meu dia a dia. Afinal, quem aqui nunca riu de uma piada de loira, mandou alguém ir pra "puta que pariu", disse que tal mulher é puta/feia, disse "saiu de roupa curta porque queria que olhassem", "mulher tem que se dar o respeito" ou "luta/chora/corre como uma garotinha"? Essas são ideias machistas tão enraizadas na nossa vida, que eu demorei para conseguir desconstruir. Desconstrua e problematize! Eu ainda estou numa onda de desconstrução sem fim.
Depois de realmente me assumir feminista, mudei muito. Eu comecei a fazer o que EU queria e parei de disseminar machismo. Antes, eu pensava muito sobre como iriam me ver e se iriam gostar. Me libertei, me empoderei e empoderei muitas mulheres.
Foi através de projetos, pesquisas e de livros como o "Vamos juntas?" que eu finalmente entendi a importância da união feminina, da igualdade... Quando você empodera uma mulher, ela também empoderará outras mulheres.
Me libertei da visão patriarcal e estética imposta pela sociedade. Sofri tanto por ser gorda, depois sofri para perder peso e ainda continuei sofrendo por não estar nos "padrões estéticos". Por fim, cansei de sofrer por uma coisa que eu não queria.
É libertador você sair com a roupa que te deixa confortável, deixar o cabelo do jeito que mais te agrada, não se importar se está comendo demais ou se alguém vai te querer. Meu amor, eu estou aqui para me querer e não para que outra pessoa me queira. Sou dona de mim!
Não cresci numa família desconstruída, muitos ainda tem ideias patriarcais bem fixas, levo críticas diariamente pelo meu modo de pensar e agir. De certa forma, não me importo... Mas não da para negar que fico chateada quando sou criticada por estar com um shorts curto e que "se sair assim, estarei pedindo para que olhem e assediem". Shorts curto não é desculpa para assédio ou estupro.
Com o feminismo, me juntei a procura de igualdade e respeito (que não deveriam nem ser procurados, afinal, é um direito de todos).
Sou feminista, vegetariana, me depilo se eu quiser, não odeio homens (pasmem), pratico a sororidade e me amo.
Não me calarei mais e também não aceitarei que silenciem outras manas. 
Se a união de mulheres por direitos te incomoda tanto, peço que reveja sobre suas ideias. Qual é o problema de uma mulher ser considerada uma pessoa com direitos, salário e vida igual a do homem? O machismo mata mulheres diariamente, mas eu não soube de homens que morreram por causa do feminismo. Então, "feminazi" é um termo totalmente sem nexo, é falta de senso comparar um momento tão sangrento da história com uma luta feminina por igualdade de gêneros.




Significados lindos e poderosos:

Feminismo: é um movimento político, filosófico e social que defende a igualdade de direitos entre mulheres e homens. - Link fonte
Sororidade: é a união e aliança entre mulheres, baseado na empatia e companheirismo, em busca de alcançar objetivos em comum. - Link fonte
Empoderamento feminino: é um desafio às relações patriarcais, em relação ao poder dominante do homem e a manutenção dos seus privilégios de gênero, é uma mudança na dominação tradicional dos homens sobre as mulheres, garantindo-lhes a autonomia no que se refere ao controle dos seus corpos, da sua sexualidade, do seu direito de ir e vir. - Link fonte

Gratidão para todos que leram e logo abaixo estarei atualizando e colocando o link de outras manas que estão no projeto.

- Purpurina Ácida
- Entre Anas



Uma música que me empodera sempre que canto:

"Sou eva, sou erva, cabeça aberta, garota esperta... Mulher!" ♪ ♫







3 Comentários

  1. Realmente é muito importante descontruir e problematizar! Muito legal conhecer mais sobre sua relação com o feminismo e o empoderamento que ele gera <3 Amei o texto. Beijos
    www.purpurinaacida.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que gostou <3 obrigada pela visita!

      Excluir
  2. AMEI seu post! Foi bem claro e explicou direitinho todo sentimento hahah tive uma história parecida, onde era feminista e não sabia. Essa coisa toda de se desconstruir é bem difícil mesmo, ainda mais que muita ideia já é enraizada, mas vez o pessoal mudando de opinião ao longo do tempo é sensacional <3

    ResponderExcluir