Hello! It's me again

Bem, quem está preparado para um livro que te fará rir, sonhar e chorar? Eu não estava, mas descobri que precisava dessa leitura. Bora?

Assim é como termina da Kathleen MacMahon!






Título: Assim é como termina
Autor: Kathleen MacMahon 
Editora: Agir
Páginas: 304
Ano: 2014




Sinopse: Uma história sobre nossas buscas, sonhos e eternos recomeços. Quando Bruno decidiu conhecer a Irlanda, terra dos seus antepassados, seus motivos não eram turísticos. Desempregado, recém-divorciado e sem perspectiva nos Estados Unidos, ele pegou o primeiro voo para Dublin em busca de um pouco de paz.
Enquanto o avião percorria o oceano, Addie caminhava na praia de Sandymount na companhia de sua cachorra Lola, a única amiga e confidente da exigente dona. Antes uma arquiteta de sucesso, havia anos Addie levava uma vida devotada ao pai doente. Era durante seus raros passeios pela praia que ela procurava motivos para continuar vivendo, mas o sol tímido da Irlanda não lhe trazia muita esperança.
Tudo muda quando ela recebe um recado na secretária eletrônica. É Bruno, procurando seus parentes irlandeses. Addie não está nem um pouco disposta a conhecer seu primo de segundo grau e organizar uma reunião de família, mas o que nenhum dos dois sabia é que uma história de amor estava para começar — e muito menos como ela iria terminar…







Comprei o livro sem ler a sinopse, na verdade, apenas senti uma imensa vontade de tê-lo quando o encontrei na loja. Como uma boa amante de romances, a frase "É impossível ignorar essa história de amor -  The Observer" (que está na capa) foi o que me fez pular de cabeça.

A viagem de Bruno se deve ao último pedido de seu pai. Mas quando Bruno chega a Irlanda, não conseguimos imaginar o que vai acontecer. 

"Era uma chuvosa manhã de segunda-feira, em pleno outono, quando Bruno Boylan finalmente pisou na terra de seus antepassados."

Hugh, Adeline (Addie), Imelda (Della), Simon e toda a família irlandesa nem sabiam da existência dele. Hugh (pai de Addie e Della) passava por uma fase difícil (após quebrar os dois pulsos tentando salvar suas taças de vinho) e Addie estava cuidando dele. 
Bruno está desempregado (graças a crise nos Estados Unidos) e hospedado em um hotel. Addie estava passando por uma fase difícil, além de cuidar do pai, ela passeava e nadava com a Lola (a cachorrinha mais fofa e nadadora que já vi).  

"Numa descida lenta pelas nuvens, Bruno estava curvado na janela, espiando o nada com esperança. Tudo o que conseguia ver era uma chuva riscando o exterior, a extensão cinza da asa do avião arando o ar branco e denso. Não tinha como saber o quanto estavam perto do chão."

"Addie passou a vida inteira com a sensação de que uma nuvem negra a segue por onde ela vá. Nesses dias, ela sente que a nuvem finalmente a alcançou. A praia é o único lugar onde tem a impressão de que consegue ser mais rápida que essa nuvem."


Hugh é médico e ninguém no hospital o tolerava muito bem, um homem que certamente gosta de mandar e exigir. Porem, com o problema de saúde, ele era obrigado a ir e ser atendido. Além de ter de ficar em casa, precisava de ajuda para fazer as atividades e ficava com um enfermeiro e uma empregada que o ajudavam quando Addie não estava em casa.

Após muitas mensagens na caixa eletrônica, Bruno resolve procurar a casa que seu pai tanto falara.
A encontrou, mas ficou com vergonha de bater na porta. Fica sentado em um banco na praia ao invés de voltar para o hotel. 

"Então, recupera a sensatez. Percebe que está parado ali na calçada encarando a casa dos primos. Não deveria estar encarando. Deve haver alguém lá dentro que consiga vê-lo. Ele se vira depressa, se apressa ao longo da calçada, como quem escapa de uma cena de um crime. Só quando chega à esquina é que para. Olha de um lado para o outro, checando o trânsito; em seguida, atravessa a rua, passa pela abertura no muro e sai para o calçadão."

Mas Addie tinha notado ele ali! Estava desejando que já tivesse ido embora quando fosse caminhar na praia com Lola. Porem, ali eles se encontram pela primeira vez.

"Ela o avistou logo que atravessou a rua. Era impossível não notar aquele homenzarrão com um casacão acolchoado e um gorro de louco. Ele estava sentado ali, no último banco, aquele da direita, ao lado dos degraus."

Bruno tenta puxar conversa várias vezes, mas Addie leva um tempo para se deixar levar. Eles só não imaginavam que tudo isso levaria a um lindo romance, com muito sexo.

"Não que ela tenha dormido com ele de imediato. Na verdade, primeiro, os dois passaram o dia inteiro juntos.
- Prazer em conhecê-la Adeline Murphy. Até que enfim!
Ele estudava seu rosto, extasiado. Parecia genuinamente contente, com um brilho nos olhos."

Bruno e Addie dormem juntos todas as noites no porão de Hugh. Mas Della e Simon são os primeiros a conhecê-lo. 
Vivem um romance envolvente, Addie com 38 e Bruno com 49 anos.
Ao longo da história, Bruno vai juntando os nomes, datas e fotos da sua árvore genealógica. A árvore na verdade foi um dos maiores motivos para ele viajar. Ele espera o fim das eleições e a vitória de Obama, só assim poderia voltar realmente para os Estados Unidos. Só não imaginava que iria realmente encontrar seu verdadeiro par, se sentia em casa e a vontade de voltar não era mais tão forte. Enquanto isso, ele ficava com a Addie ou ficava na biblioteca. Viajam, cantavam e ela até começou a gostar do mesmo cantor que ele.
Hugh melhora bem o humor ao longo do livro, você acaba se envolvendo e sendo conquistado por ele. 
O final me agradou, mas me fez chorar muito. É uma história que poderia se passar com qualquer um, em qualquer lugar. Um romance que te envolve e te faz pensar sobre nossos sonhos e conquistas.

Espero que tenham gostado, pois estou numa ressaca literária graças a ele kkk

Ficou interessado ou quer comprar? 
Links: SARAIVA, AMERICANAS, SKOOB 







2 Comentários

  1. Até eu ficaria com uma ressaca literária de um romance que se passa na Irlanda!! *____* Nossa! Tô com vontade de embarcar pra lá também! Bora colocar na lista de leituras!

    Leitora Compulsiva
    http://olhoscastanhostambemtemoseufascinio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pena que cê num mora perto kkk eu emprestava! Primeiro livro que leio e se passa na Irlanda. Gostei demais! *-* Deu até vontade de ir pra lá kk

      Excluir