Andar, sorrir e parar. Não há nada melhor do que ver a pessoa que gostas a te olhar. Então você volta a sorrir, imagina e cria uma situação na qual torce para que aconteça. 
Você sonha e se apaixona. Se apaixona pelo sorriso e pelo olhar. Simples assim, e como num encanto você sorri de novo, na verdade, você nunca para de sorrir. Sorri por lembrar, sonhar e amar. 
Então você volta a andar e chacoalha a cabeça em uma tentativa inútil de tirar aquele momento da mente enquanto o sorriso permanece cada vez mais forte em seus lábios. 
E quando você nota, já está novamente parada na rua a olhar em uma direção qualquer. Na espera de vê-lo passar, te olhar e sorrir. 



Isabela Luccas



Deixe um comentário